Práticas de sensibilização à diversidade linguística: que contributos no desenvolvimento e na formação dos professores?

Sílvia Gomes, Ana Isabel Andrade

Resumo


Num mundo caracterizado pelo inevitável contacto entre línguas e culturas, a política educativa actual
defende que a educação deve privilegiar a diversidade linguística no sentido de motivar os alunos para a
aprendizagem de várias línguas como forma de educar para a cidadania. Nesta linha, importa sensibilizar e
formar professores, preparando-os para gerir as abordagens plurais desde os primeiros anos de
escolaridade. Reflectindo sobre esta possibilidade, apresentamos um estudo de caso exploratório realizado
com um grupo de professores do 1º Ciclo do Ensino Básico.


Palavras-chave


Diversidade linguística

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17346/se.vol14.141

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 License.

e-ISSN 1647-2144 | Periodicidade semestral |Creative Commons Attribution (BY-NC-SA 4.0) | ESE de Paula Frassinetti | Apoio 

Indexação: DOAJ | ERIHPLUS | Latindex catálogo 2.0MIAR |QOAM |QualisCapes | Genamics JournalSeek |InfoBase Index | REDIB | Google Scholar Metrics (GSMIndex Copernicus International|SJIF Journal Rank|OpenAire | OEIOpen Science Directory | ROAD | Crossref |Copac (Reino Unido)|Ulrich's Periodicals DirectorySUDOC (França)OAIster |RCAAP | OpenAireMir@belSherpa Romeo