Arte d’escrita: aprendizagem da escrita em contexto multilingue

Ágata Pereira, Carolina Gonçalves

Resumo


A escola portuguesa, atualmente, é linguística e socialmente diversificada, integrando alunos oriundos de cerca de 120 nacionalidades. Para estes alunos, a aquisição de competências em Português é uma tarefa complexa, pois a língua de escolarização não é, na maior parte dos casos, a sua língua materna. Neste texto, apresenta-se um projeto de intervenção, natureza inclusiva e transdisciplinar, desenvolvido numa turma multilingue de 3.º ano, com o objetivo de desenvolver competências de escrita através da produção e recriação de obras de arte. Os resultados obtidos no pós-teste revelam melhorias no desempenho global dos alunos, em particular os alunos de português língua não materna ao nível da produção escrita e do enriquecimento de vocabulário.


Palavras-chave


didática da língua, escrita, texto descritivo, arte, contexto multilingue

Texto Completo:

PDF

Referências


Alvarez, M. (1998). Tipos de escrito I: narración y descripción. Madrid: Arco.

Barbeiro, L., & Pereira, L. (2007). Ensino da escrita - A Dimensão textual. Lisboa: Ministério da Educação.

Bardin, L. (2004). Manual de investigação em educação. Lisboa: Edições 70.

Beacco et. al. (2015). Les dimensions linguistiques de toutes les matières scolaires – Un guide pour l’élaboration des curriculums et pour la formation des enseignants. Strasbourg: Conseil de l’Europe.

Buescu, H. et al. (2015). Programa e metas curriculares de português para o ensino básico. Lisboa: Ministério da Educação.

Camps, A. (. (2003). Secuencias didáticas para aprender a escribir. Barcelona: Graó.

Carr, W. & Kemmis, S. (1986). Becoming Critical Education, Knowledge and Action Research. New York: Deakin University Press.

Cassany, D. (2005). Expression escrita en L2/LEE. Madrid: Arco Libros.Camps, 2003;

Castro, D. (2005). Investigando o Uso de L1 no Processo de Escrita em L2. Revista Virtual de Estudos da Linguagem, 1-22.

Hayes, J. e Flower, L. (1980). Identifying the organization of writing processes. In L. Gregg e E. Steinberg (Eds.) Cognitive Processes in Writing. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, Publishers, 3-30.

Haust, B. (1998). Writing Experiences Across the Art Department Curriculum. Writing Across the Curriculum, pp. 29-35, disponível em: http://wac.colostate.edu/journal/vol9/haust.pdf.

Iwai, K. (2003). The contribution of Arts Educationto Children’s Lives. Unesco Regional Meeting on Atrs Education (pp. 1-15). Finlândia: Unesco.

Mateus, M. et al. (2008). Diversidade linguística na escola portuguesa. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Ministério da Educação (2005). Português Língua Não Materna No Currículo Nacional - Documento Orientador. Lisboa: Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular.

Neves, D., & Oliveira, R. (2001). Sobre o texto: contribuições teóricas para práticas textuais. Porto: Edições Asa.

Niza, I., Segura, J., & Mota, I. (2011). Guião de Implementação do Programa de Português do Ensino Básico - Escrita. Lisboa: Ministério da Educação.

Peter-Fiorito, J. (2008). Using a Cross-Over Curriculum - Teaching Communication Through Art, Music, and Language Arts. The Journal of Adventist Education, october/november, pp. 19-22. Disponível em: http://education.gc.adventist.org/jae.

Silva, M. C., & Gonçalves, C. (2011). Diversidade Linguística No Sistema Educativo Português. Lisboa: Alto-Comissariado Para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI, I.P.).

Silva, P. (2012). Tipologias textuais- como classificar textos e sequências. Coimbra: Almedina.

Tavares, C. (2007). Didática do Português - Língua Materna e Não Materna - No Ensino Básico. Porto: Porto Editora.

The New York State Education Department - Office of Bilingual Education and Foreing Languages Studies. (2010). Art as a Tool for Teachers of English Language Learners. New York: The University of New York.

Vygotsky, L. (2009). A Imaginação e a Arte na Infância. Lisboa: Relógio D’água.

Wang, W., & Q. Wen 2002. L1 use in the L2 composing process: An exploratory study of 16 Chinese EFL writers. Journal of Second Language Writing, 11(3), 225–246.




DOI: http://dx.doi.org/10.17346/se.vol20.178

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 License.

e-ISSN 1647-2144 | Periodicidade semestral |Creative Commons Attribution (BY-NC-SA 4.0) | ESE de Paula Frassinetti | Apoio 

Indexação: DOAJ | ERIH PLUS | Latindex  | MIAR |QOAM | QualisCapes | Genamics JournalSeek |InfoBase Index | REDIB | Google Scholar Metrics (GSMICI Journals Master List database|SJIF Journal Rank|OpenAire |Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura (OEI)