A literatura infanto-juvenil como “suporte” na formação didática de professores de língua materna: uma reflexão teórico-metodológica a partir do texto de Elias José, em Uma escola assim, eu quero pra mim

Maria Lúcia Ribeiro de Oliveira

Resumo


Resumo
O objetivo deste estudo é chamar a atenção dos docentes que trabalham na formação de professores de
língua materna, notadamente nos cursos de pedagogia e letras, para a função didática da literatura infantojuvenil.
Em Uma escola assim, eu quero pra mim, publicada em 1997. Elias José, formado em letras e
pedagogia, aborda problemas e soluções de caráter sociolinguístico que podem ocorrer no contexto da sala
de aula. Ele conta a trajetória escolar de um menino que falava diferente por ser da zona rural e que, graças
a uma professora cheia de criatividade e intuição pedagógica, consegue transformar o inferno em que ele
vivia na escola, inicialmente, com uma professora bastante repressora e cheia de preconceito, num
verdadeiro paraíso em que estudar era algo prazeroso, lúdico e transformador.


Palavras-chave


Literatura Infanto-Juvenil; Sociolinguística

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17346/se.vol15.95

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 License.

e-ISSN 1647-2144 | Periodicidade semestral |Creative Commons Attribution (BY-NC-SA 4.0) | ESE de Paula Frassinetti | Apoio 

Indexação: DOAJ | ERIH PLUS | Latindex  | MIAR |QOAM | QualisCapes | Genamics JournalSeek |InfoBase Index | REDIB | Google Scholar Metrics (GSMICI Journals Master List database|SJIF Journal Rank|OpenAire |Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura (OEI)